Passar para o Conteúdo Principal Top

arquivo municipal logo de Ponte de Lima

AMPL_1




Boletim Municipal, Nº 18, julho de 2004

Bm18 1 970 2500
01 Outubro 2009

Editorial

Do ambiente e da cultura ao polo tecnológico

A preservação do ambiente continua a ser uma das grandes preocupações do Município. O novo milénio trouxe a Ponte de Lima outros resultados nesta matéria que têm catapultado o nosso Concelho como um exemplo paradigmático no que concerne a medidas de proteção ambiental e de defesa da qualidade de vida da população. Estamos satisfeitos com o trabalho realizado e esperamos prosseguir com o mesmo entusiasmo, a mesma determinação, na convicção suprema de que o desenvolvimento integral como objetivo principal está a caminho da sua realização.

A Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos está a ganhar a dimensão visual que todos prevíamos, considerando-se hoje como a joia de proteção e informação ambiental da qual nos podemos orgulhar. Esta dimensão tem sido distendida para uma área de enquadramento que visa ligar o património ao ambiente. A recente inauguração da Ecovia do Rio Lima, que liga Ponte de Lima a Bertiandos numa distância de sete quilómetros e que se deve exclusivamente à iniciativa municipal, materializa a grande aposta do nosso projeto autárquico de Valorização das Margens do Rio Lima. Entre caminhos teremos brevemente o Festival dos Jardins, com uma área de lazer e de diversão, de grande qualidade.

No Centro Histórico encontramos a excelência do edifício onde se instalou o Arquivo Municipal, mais ao lado a fantástica recuperação do Paço do Marquês, onde está instalada a Loja do Turismo e o Núcleo Arqueológico. A Escola da Avenida onde funciona o Espaço Internet, o Forum Limicorum - Plano Municipal de Prevenção da Toxicodependência, o Espaço Saúde Jovem e o Grupo de Pequenos Atores de Ponte de Lima, é um espaço que ganhou outra dignidade. É a recuperação dum edifício carregado de História, por onde passaram muitas gerações de Iimianos, a frequentarem a escola e os alunos das freguesias a virem prestar as provas de exame da 3.ª e 4.ª classes. Ajuntar a este imenso rol de iniciativas que comprovam a validade do nosso projeto, esperamos continuar a servir a nossa terra com o mesmo afinco de quem ainda ontem começou. Temos sido cautelosos na apreciação das atividades industriais que se querem instalar no nosso Concelho. Não estamos dispostos a criar falsas expectativas aos nossos jovens, nem admitiremos, por razões meramente economicistas, aceitar empresas que eventualmente possam degradar gravemente a nossa qualidade de vida. Felizmente, Ponte de Lima acaba de ver compensada esta política de rigor e de responsabilidade, consubstanciada na futura instalação de trinta empresas lideradas pelo grupo brasileiro Cobra - Computadores do Brasil, no Polo Empresarial da Gemieira. A médio prazo prevê-se a criação de oitocentos postos de trabalho, na sua maioria com qualificações técnicas e superiores.

Um dos fatores decisivos que levou a optarem por Ponte de Lima foi, sem dúvida, a qualidade ambiental e a constatação dum desenvolvimento ordenado e devidamente planeado.

O Município está a cumprir a sua função de catalizador do diálogo e das ações que garantem segurança e atratividade para os investidores, esperando que da parte da sociedade civil limiana, aos interessados, respondam a este desafio e agarrem esta oportunidade rara e revolucionária nos sectores do emprego e do desenvolvimento.

Um abraço amigo

Daniel Campelo
Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima

Boletim

Boletim Municipal, N.º 18, 2004