início | fale connosco | contactos | ajuda | mapa | rss
Página Inicial
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Categorias
Não existem destaques
 






A evolução do habitat castrejo e o processo de proto-urbanização no Noroeste de Portugal durante o I milénio a.C.
06 de Dezembro de 1995
A evolução do habitat castrejo e o processo de proto-urbanização no Noroeste de Portugal durante o I milénio a.C.
A evolução do habitat castrejo e o processo de proto-urbanização no Noroeste de Portugal durante o I milénio a.C.

SILVA, Armando Coelho Ferreira da - A evolução do habitat castrejo e o processo de proto-urbanização no Noroeste de Portugal durante o I milénio a.C. Revista da Faculdade de Letras: História. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto. ISSN 0871-164X. Série II, Vol 12 (1995), p.505-546.

Resumo:

O tema apresentado sobre a evolução do habitat castrejo e o processo de proto-urbanização no Noroeste de Portugal insere-se na sequência da investigação que vimos realizando no âmbito da Proto-história do Norte de Portugal (in specie: A.C.F. Silva 1981-82, 1983-84,1986, 1990a, 1993, 1994; A.C.F. Silva - M.V. Gomes 1992; A.C.F. Silva - R. Centeno 1993) e pretende sintetizar os resultados obtidos sobre a originalidade das transformações ocorridas durante o primeiro milénio a.C. e grande parte do século I d.C., em que se torna manifesto um progressivo desenvolvimento, segundo etapas diferenciadas, de expressões de incipiente organização para formas urbanas. Depois de uma breve nota introdutória de carácter historiográfico, proceder-se-á ao estudo do habitat castrejo, com análise da ocupação e organização do espaço, implantação e estruturação dos povoados no quadro das respetivas coordenadas geográficas, cronológicas e culturais. Serão utilizados, como documentação preferencial, os resultados dos trabalhos por nós realizados, muitos deles em colaboração, designadamente com o nosso colega Prof. Rui Centeno, em estações arqueológicas representativas da cultura castreja do Noroeste de Portugal, designadamente no Castro do Coto da Pena e Cividade de Âncora (Caminha, Viana do Castelo), Cividade de Terroso (Póvoa de Varzim), Castro de Romariz (Santa Maria da Feira), Citânia de Sanfins (Paços de Ferreira), Santa Maria de Galegos (Barcelos), Castro de Cidadelhe (Mesão Frio) e Castro da Senhora da Guia (Baiões, S. Pedro do Sul).

 

Texto Integral (pdf)

 

Fonte: Repositório Aberto da Universidade do Porto


Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo


Categorias