Passar para o Conteúdo Principal Top

arquivo municipal logo de Ponte de Lima

arquivo_3




190 anos das Feiras Novas (1826-2016)

Publicacao3 1 1024 1000
04 Maio 2016

Em 1825 fez esta Câmara “saber a Sua Magestade, que nada oppunha à pretenção dos moradores desta villa quererem três dias de feiras sucessivas nos dias 19, 20 e 21 de Setembro de cada ano”.

Esta pretensão tinha como finalidade, por um lado conservar o culto a Nossa Senhora das Dores, cuja imagem tinha sido colocada na igreja matriz da vila com o intuito de promover a piedade cristã, e por outro lado, porque “das ditas feiras resultava vantajem pela promptidão de comprar e vender os percisos para o uso domestico”.

Assim, em 5 de Maio de 1826 obtiveram os moradores da vila de Ponte de Lima, por provisão do rei D. Pedro IV, autorização para se fazerem todos os anos, em ocasião das festividades de Nossa Senhora das Dores, “feira de todos os géneros, mercadorias e gados na sobredita villa e no local que designarem”.

Estavam assim instituídas as Feiras Novas em oposição às Feiras Velhas referenciadas no foral concedido por D. Teresa, em 1125.

Consulte: Livro de Registo Geral 1819-1829